domingo, 20 de dezembro de 2009

Gregório Mccnutt - Um homem de Deus



Os poderosos avivalistas do passado costumavam carregar tesouros preciosos, tais como a Bíblia e um hinário. É uma tarefa maravilhosa ler os hinos. Eu li um deles chamado “Oh Jesus, Jesus” escrito por Frederick Faber: “Oh Jesus, Jesus, querido Senhor! Perdoe-me se eu disser de tanto amor o Teu nome tão sagrado por mil vezes ao dia. Eu te amo tanto que eu não dou conta de controlar meus sentimentos. Teu amor é como fogo ardendo dentro da minha alma. Queima, queima o amor dentro do meu coração, fervorosamente de noite e de dia, até que todos os outros amores sejam totalmente consumidos com o calor do teu amor”.  O ministério “Fogo, Paixão & Lágrimas” começou no dia 19 de Julho de 1996. Minha família esteve nos Jogos Olímpicos de Atlanta, onde havia 5.700 jovens conosco no evangelismo. Em poucas palavras, estive jejuando e orando muito por 18 dias sobre o evento, quando tive uma experiência com um terrível batismo de fogo – o meu verdadeiro e pessoal encontro com “a sarça ardente de Deus” (Ex 3.2). Os líderes me chamaram para o palco para fazer um ato profético diante da moçada e para orar por eles. Quando eu desci, o Espírito de Deus falou comigo: “Neste dia Eu estou te dando um ministério chamado ‘Fogo, Paixão & Lágrimas’! Você precisa declarar e profetizar avivamento, levando uma tocha ao redor do mundo (Jo 5.35) para incendiar corações e vidas. E com a outra mão leve uma trombeta tocando-a como ‘uma voz clamando no deserto’ e dizendo: ‘Preparai o caminho do Senhor’ (Is 40.3 e Mc 1.3)”.

Neste momento, estamos no “humilde começo” do ministério (Zc 4.10) e a responsabilidade é imensa. Estou viajando como o vento espalhando “as boas novas” (Pv 25.25). O Brasil está correndo fortemente para um despertamento espiritual que vai varrer o país inteiro – o mesmo glorioso mover de Deus que está rolando por aí. Pode levar essa declaração ao banco! Estas palavras estão ardendo no meu coração: AVIVAMENTO. Nada mais, nada menos. Não existe outra coisa!  Como é tremendo ver maravilhas e Deus movendo em nosso meio (At 4.20). Continuamos ouvindo os sons preciosos durante a ministração. Meu som favorito é o do choro de corações na casa de Deus (Zc 12.10-14), Também o dos gritos dos homens e das mulheres valentes em Deus (Ez 37.10), das canções de alegria, dos doces risos enchendo os céus (Sl 126.1-2), e finalmente o som “de abundante chuva, uma chuva forte” vindo sobre a terra seca (1Re 18.41-45). As primeiras gotas de chuva estão começando a cair sobre nós, marcando o início do mais poderoso mover de Deus em toda a História, esses sons sagrados anunciam a estação do avivamento e o derramar que vem dos céus! Quanto a mim, quero o avivamento! Ou então, prefiro a morte (Gn 30.1)!


Quando comecei a orar por um ministério de avivalistas, de repente fui lançado a um deserto terrível e completamente desolado (Dt 8.15). Foi como se estivesse anos-luz longe da humanidade, habitando sozinho na lua. E eu gritei angustiado: “Oh Senhor, meu Senhor, onde estão as pegadas para que eu possa segui-las? Este lugar é um lugar que traz medo”. Então o Espírito do Senhor me disse: “Por tal caminho nunca passaste” (Js 3.4), e também me falou: “A razão pela qual não existem pegadas aqui meu filho, é porque poucos têm andado por essa rota!” Há, há, há! Isto foi há algum tempo atrás e, hoje em dia, estou abraçando ternamente o deserto chamando-o de “meu melhor amigo”. É verdade! Não existe outro caminho no qual eu possa ser preparado como “uma voz clamando no deserto” (Is 40.3).  Um avivalista é do outro mundo. Ele não está à venda. Ele marcha no ritmo de um baterista diferente. Há, há! Ele mora nas alturas com Deus e desce até o vale para entregar a palavra de Deus aos homens dizendo: “Assim diz o Senhor!” Como Leonard Ravenhill diz: “O coração dele é como um vulcão e a suas palavras são como fogo”. Eles querem apenas ver a glória de Deus sendo liberada sobre a terra e jamais querem tocar a Sua glória (1Co 1.29): bendita raça de Deus surgindo no horizonte!


Eu quero deixar Jeremias 20.9 com vocês, que diz: “Quando pensei: não me lembrarei dele e já não falarei no seu nome, então, isso me foi no coração como fogo ardente, encerrado nosmeus ossos; já desfaleço de sofrer e não posso mais”. Eu me lembro que estive em pé diante de três mil jovens falando sobre “um batismo de fogo santo; uma geração do avivamento ardendo em chamas; queimando com o fogo de pureza, o fogo do primeiro amor”. Naquela ocasião, terminei citandas as palavras do cantor inglês Martin Smith (“Delirious”), que falou diante de 35.000 jovens no estádio de Wembly em Londres: “Oh Senhor, aqui estamos,nós não queremos ser conhecidos como uma geração que apenas edificava igrejas, que criava novas músicas, sons e ritmos. Mas queremos ser conhecidos como um povo completamente apaixonado por ti, JESUS”.  Oh Deus, chora as tuas lágrimas através de mim (Gn 6.6)!  




C. Gregório McNutt -
 
Por Alexandre Luiz

2 comentários:

®enata disse...

Graça e Paz Alexandre!

Obrigado pela visita em meu blog. Seja sempre bem vindo!

Estive olhando seu blog e posso dizer, sem sombra de dúvida que é uma benção de Deus!
Continue sempre a levar a Palavra com Fogo, a Palavra de Deus, àqueles que anseiam pelo Senhor!
Deus Abençõe ricamente e poderosamente!
Tenha um Natal e Final de Ano na presença do Rei dos reis, e Senhor dos senhores, Jesus Cristo!

Paz seja contigo!

Renata
www.scrapsgospel.com
encontrandocristo.blogspot.com
minhasparcerias.blogspot.com

james disse...

.

Misericórdia, e paz, vos sejam multiplicadas,


Irmão Alexandre Luiz ,


Sejam consolados nossos corações, e estejam unidos em amor, e enriquecidos da plenitude da inteligência, para entendimento do mistério de Deus e Pai, e de Cristo, revestimo-nos de amor, que é o vínculo da perfeição;

Que os desígnios do Senhor nos mostrem como sermos verdadeiros adoradores, edificando-nos uns aos outros na esperança na gloriosa vinda de nosso Senhor Jesus Cristo;


Deus o abençoe e aos seus ricamente, e por sua rica visita ao nosso humilde blog, pois, devemos primar em não propagar teologias, doutrinas, tendências, congregações, bandeiras religiosas, mas na pregação do evangelho de paz, o anúncio da salvação na pessoa de nosso Senhor Jesus Cristo, e na união de todos aqueles que desejam adorar ao Senhor em espírito e em verdade.


Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses de Sua Igreja.


Fraternalmente,


irmão James.
Jesus, o maior Amor
Comunidade "Adoradores em Casas"
Comunidade "Blogueiros Cristãos"

...
..
.

Postar um comentário